Buscar por:

  • Categories

Bufo Borealis por Kika Carvalho

Com influência do punk, Bufo Borealis estreia improvisando um jazz-funk-experimental, com participação de Fernanda Lira e Rodrigo Carneiro

“A gente já fez música do Ratos de Porão ouvindo Thelonius Monk”, diz o baixista Juninho Sangiorgio que junto ao baterista Rodrigo Saldanha criou o Bufo Borealis. Essa combinação define bem o espírito deste projeto de jazz-funk-experimental, batizado a partir do nome de um sapo venenoso – o que pode representar o punk que atravessa fortemente sua essência. Em seu álbum de estreia, Pupilas Horizontais (2020), o quinteto costura paisagens desde o voodoo funk da turma de Miles Davis do início dos anos 1970 ao groove psicodélico de Sly and the Family Stone. Neste show, eles tocam repertório do álbum, além de temas inéditos, com participação de Fernanda Lira (Crypta) e Rodrigo Carneiro (Mickey Junkies).

“Estamos com muitas expectativas, pois será a primeira vez do Bufo ao vivo em um festival importante como esse”, diz Juninho. “Nosso som tem muito improviso. A gente varia bastante e deixa bem livre para cada um somar um pouco do seu momento.”

Venda de ingressos a partir do dia 12 de outubro

R$ 40,00 para ingressos de categoria inteira e R$ 20,00 para público com Credencial Plena e aqueles elegíveis ao direito de meia-entrada, de acordo com a legislação vigente.

  • Dia 12 de outubro (Feriado) – a partir das 14h – venda online (a venda de ingressos será liberada no mesmo dia para todas as atrações do festival);
  • Dia 13 de outubro – das 14h às 19h – venda presencial (Bilheteria da unidade onde acontece a programação).
  • Limite de 4 (quatro) ingressos por pessoa.

O show também será transmitido on-line. Assista pelo YouTube @sescsp e Instagram @sescaovivo.

Ficha técnica

Juninho Sangiorgio (baixo), Rodrigo Saldanha (bateria), Anderson Quevedo (sax), Tadeu Dias (guitarra) e Paulo Kishimoto (teclado). Participação de Fernanda Lira e Rodrigo Carneiro