Buscar por:

  • Categories

Coisas
  • Data

  • Local

    Plataforma Zoom

  • Classificação

    Livre

  • Inscrições

Partindo da ideia de que praticar música é também saber escutá-la, artistas pesquisadores falam sobre os aspectos musicais e históricos de álbuns importantes da música brasileira, que possuem relações com o entendimento mais amplo de jazz.

O primeiro disco de Moacir Santos, Coisas (1965), contém 10 faixas, compostas e arranjadas pelo maestro e multi-instrumentista. Em uma referência bem-humorada à música de concerto, nomeou cada uma delas como Coisa, seguida de numeração. Suas sonoridades reúnem o jazz a ritmos afro-brasileiros, e trazem, na instrumentação ousada, uma fusão de timbres que é marcadamente característica do disco.

Mariá Portugal é integrante da Quartabê, e o primeiro álbum do quarteto foi “Lição #1: Moacir” (2015), para o qual o grupo se dedicou profundamente na obra de Moacir Santos, sobretudo no disco Coisas do compositor, que será objeto de análise do encontro.

Mariá Portugal: Baterista, compositora, produtora musical, cantora e improvisadora. Atualmente se divide entre São Paulo e Duisburg, na Alemanha. Em 2021 lança seu disco EROSÃO. Entre seus principais projetos está o grupo instrumental brasileiro Quartabê e a banda Claras e Crocodilos, de Arrigo Barnabé. Já gravou, se apresentou e fez turnês com Elza Soares, Metá Metá, Iara Rennó, Zelia Duncan, Fernanda Takai, Pato Fu, Maggie Nicols, Angelika Niescier, Gerald Cleaver, Joëlle Leandre e Paul van Kemenade, entre outros. ​

Ficha técnica

Com Mariá Portugal.