Buscar por:

  • Categories

  • Data

  • Local

    YouTube do Centro de Música Sesc

  • Classificação

    Livre

  • Youtube

Faz sentido chamar a música instrumental brasileira de Brazilian jazz?

Originária de tradições como a do choro, nascido na segunda metade do século XIX no Rio de Janeiro, e da música afro-brasileira, que agrega influências indígenas e portuguesas aos ritmos tradicionais africanos, a música instrumental brasileira ficou internacionalmente conhecida como “Brazilian jazz”. Mas faz sentido utilizar essa nomenclatura para se referir a um gênero originário de ritmos que se desenvolveram no país antes da chegada do jazz norte-americano? Para debater o tema, o encontro reúne o baterista e percussionista Robertinho Silva, a baterista Vera Figueiredo e o multi-instrumentista Arismar Espírito Santo. A mediação é de Priscila Rahal, da Gerência de Ação Cultural do Sesc SP.

Ficha técnica

Com Vera Figueiredo, Robertinho Silva e Arismar Espírito Santo e mediação de Priscila Rahal