Buscar por:

  • Categories

Jose Quevedo Bolita por Kika Carvalho

Um dos grandes nomes do flamenco contemporâneo, o espanhol José Quevedo comemora 30 anos de carreira acompanhado de uma big band.

José Quevedo “Bolita” ainda era criança quando seu conterrâneo, o espanhol Paco de Lucía revolucionou a estética do flamenco, música tradicional da Andaluzia que mescla influências mouras, ciganas e judaicas, no som que ficou conhecido como flamenco jazz. Sob essa influência, Quevedo começou a tocar violão aos 14 anos e, cinco anos depois, em Madri, acompanhou alguns dos mais importantes dançarinos e cantores de flamenco da Espanha, como Joaquin Grilo, Eva Yerbabuena e Esperanza Fernandez. Seu trabalho solo de estreia, Fluye, foi escolhido melhor álbum de flamenco de 2013 pelo jornal El País, primeiro de muitos prêmios que ele acumula também como produtor, atuação pela qual foi indicado três vezes ao Grammy Latino por trabalhos com os cantores Miguel Poveda e Argentina. Neste show, batizado de Caótico, Quevedo comemora 30 anos de carreira acompanhado por uma big band que explora novas possibilidades e sonoridades para o ritmo que é sinônimo de sua terra.

Apoio: Escritório Cultural da Embaixada da Espanha no Brasil e Consulado Geral da Espanha em São Paulo.

Show apresentado exclusivamente on-line. Assista pelo YouTube @sescsp e Instagram @sescaovivo.

Ficha técnica

José Quevedo “Bolita" (violão e composição), José Carra (arranjos), Pablo Martín Caminero (contrabaixo), Paquito González (percussão), Miguel Ángel Soto Peña “Londro” (voz), Carlos Grilo (palmas), Miguel Poveda (artista convidado), Tete Leal (saxofone), Enrique Oliver (saxofone), Francisco Latino (saxofone), Voro García (trompete), Fede Crespo (trompete), Pepe Zaragoza (trompete), Vicent Pérez (trombone) e Víctor Colomer (trombone)